ERP, Lean e Six Sigma: Como usá-las conjuntamente?

Atualmente as empresas buscam cada vez mais por metodologias que possam ajudá-las a se tornarem mais competitivas no mercado, pois como sabemos a concorrência aumenta a cada dia e os consumidores se tornam cada vez mais exigentes. Sendo assim, será uma boa alternativa fazer a utilização de ERP (planejamento de recursos empresariais), Lean e 6 Sigma.

O ERP como ferramenta de gestão

Diferente de outros métodos, a utilização de ERP é uma boa alternativa justamente por não atuar de forma temporária, mas sim por promover toda uma melhoria contínua na empresa, gerando crescimento e aumento dos lucros a longo prazo.

Para uma empresa crescer de forma sólida e constante, ultrapassando assim as expectativas, é necessário que ela atue com base em uma filosofia Lean, visando a melhoria contínua. Porém, somente a aplicação do Lean não faz milagres, sendo necessário combinar o uso de ERP, Lean e 6 Sigma para que um encontre apoio no outro tornando assim a filosofia mais forte e enraizada na cultura da empresa.

Quer saber mais como fazer a combinação dessas metodologias para alcançar os objetivos da empresa de modo mais sólido? Então confira o texto até o final.

O que é ERP?

O ERP, chamado também de planejamento de recursos empresariais (Enterprise Resources Planning), consiste em uma espécie de software dividido em módulos criados para fazer a integração das principais áreas vitais de uma empresa. Dessa forma, o ERP integra essas partes que seriam separadas em um único sistema.

Um sistema que possui um ERP conta com um software, que recebe o nome de módulo, onde são incluídas as principais áreas necessárias para o negócio funcionar de forma integrada, onde as informações podem conversar entre si e gerar relatório, por exemplo.

O planejamento de recursos empresariais pode conter módulos de finanças, contabilidade, Recursos Humanos, gerenciamento da produção, compras, Supply Chain e outros. Quem escolhe os módulos necessários para o ERP da empresa é a própria empresa, onde ela define quais são os principais módulos necessários para o bom funcionamento da empresa, principalmente pelo fato da integração de informações.

Veja mais: Sistema integrado: implementação de ERP já ouviu falar? Entenda o que é

Objetivos do ERP

De modo bem direto, um software ERP é encarado como um aplicativo corporativo que é utilizado para atender às áreas principais e mais complexas de uma empresa, envolvendo toda a cadeia produtiva, desde os fornecedores até a entrega do produto acabado.

Sendo um software dividido em módulos, o principal objetivo do ERP é integrar as informações desses módulos, ou seja, o planejamento de recursos empresariais consegue integrar as informações de todas essas áreas em um só sistema. Tudo isso facilita na tomada de decisão, desde o nível tático ao estratégico.

Toda essa facilidade na comunicação e integração das informações, além de melhores tomadas de decisões, geram mais eficiência no controle dos processos, o que acaba gerando também a redução dos custos operacionais.

Vantagens do ERP

– O ERP consegue ser uma fonte de integração de informações seguras;

– É um sistema confiável;

– Apenas uma entrada de dados já é suficiente;

– Não há como ocultar ou mascarar os dados ao utilizar um planejamento de recursos empresariais;

– Há redução nos custos operacionais;

– Há redução nos custos de TI, já que ao invés de vários softwares apenas um é utilizado;

– É possível ter acesso aos dados em tempo real, melhorando assim a gestão da empresa.

O que é Lean?

O Lean é uma filosofia de gestão que surgiu no Japão, após a Segunda Guerra Mundial. Todos os países que participaram da guerra estavam destruídos e enfrentavam momentos difíceis, principalmente na área industrial.

Os 8 desperdícios do Lean

Como as empresas produziam em massa para conseguir ter ganhos em escala e durante o pós-guerra os recursos estavam mais escassos (além da necessidade de possuir pátios para estoque e um alto investimento financeiro e de tecnologia), houve a necessidade de desenvolver uma produção mais eficiente e sem desperdícios, onde também era possível trabalhar com produtos de alta variedade (o que não era possível na produção em massa).

Dessa forma, surgiu o TPS (Sistema Toyota de Produção), que foi uma base para o desenvolvimento do Lean Manufacturing.

A tradução de Lean significa “enxuto” e o nome combina perfeitamente com a filosofia que visa utilizar o mínimo de recursos, reduzir desperdícios e até eliminar etapas no processo que não agregam valor, tornando o processo produtivo mais eficiente e com menos custos.

Saiba mais: Qual a origem e benefícios da metodologia Lean?

Objetivos do Lean

O principal objetivo do Lean é identificar os 8 desperdícios que podem ocorrer no processo e fazer assim a sua redução ou eliminação. Quando conseguimos identificar e eliminar os desperdícios de um processo estamos eliminando etapas que não agregam valor e aumentando as atividades que agregam, tornando o fluxo do processo mais contínuo e com menos custo, já que os desperdícios são eliminados e o processo se torna mais enxuto.

Além disso, um dos objetivos do Lean que podem ser citados é a melhora na qualidade em decorrência da otimização do processo.

Vantagens do Lean

– Aumento da produtividade;

– Aumento da competitividade no mercado;

– Produtos ou serviços com maior qualidade;

– Otimização no uso de recursos, o que gera diminuição nos custos da empresa;

– Redução e eliminação de desperdícios;

– Produção com maior flexibilidade;

– Aumento dos lucros.

O que é Six Sigma?

O 6 Sigma é um sistema de gestão, sendo um método quantitativo e estruturado, pois trabalha com dados estatísticos e utiliza o método DMAIC para conseguir atingir bons resultados.

O ciclo DMAIC do Six Sigma

O 6 Sigma consiste em uma estratégia voltada para a melhoria de processos de negócios. Ela é voltada para uso de métodos estatísticos que visam a melhora da qualidade, redução de variabilidade e melhora dos processos.

Continue lendo: Six Sigma- O que é e como essa metodologia reduz defeitos

Objetivos do Six Sigma

O principal objetivo da metodologia 6 Sigma é promover a melhora nos processos para um alto nível de qualidade, reduzindo a variabilidade e aumentando assim a satisfação do cliente.

A intenção da aplicação do 6 Sigma em um processo é gerar produtos ou serviços com defeitos que se aproximem de 0.

Vantagens do Six Sigma

– Otimiza os processos da empresa;

– Aumenta o nível de satisfação do cliente;

– Aumenta a qualidade dos produtos ou serviços ofertados;

– Reduz os custos;

– Aumento da taxa de fidelização do cliente;

– Processos padronizados;

– Aumento do engajamento da equipe.

ERP, Lean e Six Sigma: Como fazer essa combinação?

O ERP pode atuar como uma espécie de central de dados, além de contribuir em todos os processos não somente por causa da integração, mas porque também possui ferramentas que podem ajudar no rastreamento e análises de dados, contribuindo assim para eliminar problemas nos processos de negócios.

Um software ERP, se bem utilizado, pode contribuir para uma revolução nos processos da sua empresa, principalmente quando ele é utilizado em uma empresa que trabalha com base no Lean e Six Sigma.

A seguir mostraremos como essa combinação pode ajudar a alavancar uma empresa, tornando-a mais competitiva e rentável no mercado.

Processos automatizados

É lógico que se um processo possui muitas etapas manuais as chances de ocorrer mais erros aumentam de forma significativa. Tudo isso acontece justamente pelo fato de os erros serem oriundos dos humanos. Por conta disso, atuar na automação de processos é uma boa saída para reduzir falhas humanas e diminuir a variabilidade no processo e em toda a cadeia de suprimentos.

Quanto menos tarefas manuais existem em um processo, menores são as chances de ocorrer um erro, ocorrendo a redução dos desperdícios de tempo e até mesmo matéria prima.

Um exemplo de automação de processos é fazer uso de um ERP para fazer inspeções em determinados materiais, realizar o processamento de pagamento para fornecedores, executar processamento de ordem de produção, fazer rastreabilidade de processos e outros.

O uso de um sistema ERP para a automação de processos em uma empresa que trabalha com o Lean e Six Sigma torna o trabalho menos pesado, já que os trabalhos mais complexos serão realizados pelo sistema ERP.

Realização de análise de dados

Fazer a medição e análise de dados é um dos princípios da metodologia Six Sigma, principalmente quando esses dados são estatísticos e visam contribuir para a melhoria nos processos.

Como o ERP pode processar e até analisar dados, que é um dos processos de gestão mais pesados, ele pode ser uma excelente opção para otimizar esse processamento, gerando assim uma boa e útil combinação ao usar o ERP e o Six Sigma em um processo.

Sistema Kanban

O termo kanban é uma palavra japonesa, que traduzida para o português significa “cartão”. Esse sistema foi desenvolvido pela Toyota e é um sistema visual bastante ágil para ajudar no controle da produção, estoque ou gestão de atividades.

Uma produção puxada, que trabalha com o sistema Just in Time, pode utilizar métodos como o kanban para conseguir atingir os seus padrões de fabricação.

Um sistema ERP pode contar com um eficiente sistema Kanban, contribuindo assim para a aplicação facilitada do Lean e Six Sigma.

Metodologias sólidas

O Lean e Six Sigma são metodologias sólidas que fazem uso de diversas ferramentas que visam a otimização de processos e a agregação de qualidade aos produtos finais.

Com o uso de um ERP que possuam ferramentas voltadas para essas metodologias, torna- se mais fácil realizar a definição de metas e parâmetros para fazer melhor uso do ERP e otimizar seus processos já que há a integração de informações.

Gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM)

Um ERP pode ajudar desde a compra de matéria prima e insumos até a efetivação da venda. Dessa forma, um software ERP é de extrema importância para que uma gestão da cadeia de suprimentos seja realizada de modo mais eficiente, principalmente em cadeias produtivas mais extensas e complexas.       

Benefícios da combinação do ERP + Lean e Six Sigma

Ao fazer a combinação do ERP, Lean e Six Sigma a empresa tende a conseguir aproveitar da melhor forma possível todos os benefícios de cada uma dessas metodologias em conjunto com o software ERP.

O ERP, por atuar na simplificação e otimização de processos mais trabalhosos, ajuda a reduzir os custos operacionais e busca extrair o melhor de cada uma dessas metodologias. Lógico que para isso é necessário que ele seja não somente bem aplicado, mas também explorado.

Não é nada inteligente uma empresa dispor de um software em que os seus colaboradores não conseguem extrair o melhor da ferramenta e nem utilizar na otimização de processo dos colaboradores que irão utilizar o sistema no dia a dia.

Ao fazer a combinação do planejamento de recursos empresariais, Lean e Six Sigma a empresa tende a alcançar seus objetivos de forma muito mais rápida, assim como também consegue se posicionar com vantagem no mercado em que atua.

Veja a seguir alguns benefícios ao adotar em sua empresa a combinação de um ERP + metodologias como o Lean e Seis Sigma.

Redução ou eliminação de desperdícios no processo

O Lean e Six Sigma visam um processo enxuto e otimizado. Ao aplicar um planejamento de recursos empresariais é possível alcançar esse objetivo mais rápido, já que esse software permite que os processos sejam centralizados, tornando mais claro assim as possibilidades de melhorias.

Busca pela melhoria contínua

A produção enxuta visa sempre a melhoria contínua e por esse motivo é uma filosofia sem uma data limite.

Ao implantar o Lean ocorre a aplicação do ciclo PDCA, onde metas são definidas, realizamos o que deve ser feito, checamos o que fizemos e agimos para corrigir o que está sendo feito.

Dessa forma, um ERP pode atuar como uma espécie de facilitador durante a aplicação do PDCA, servindo também para um bom acompanhamento de resultados que são gerados por meio de relatórios no próprio ERP.

Informações integradas e compartilhadas

Um dos princípios do Lean é a colaboração e nessa questão o ERP pode funcionar muito bem já que ele ajuda na integração e compartilhamento de informações.

Concluindo

A combinação do ERP, Lean e 6 Sigma promove um melhor aproveitamento do uso das metodologias de melhoria contínua. No entanto, quanto à seleção de um ERP, isso deve ser feito com cuidado já que depois de instalado a sua alteração se torna muito complexa.

É necessário então ter cuidado quanto ao ERP e a aplicação da metodologia Lean e 6 Sigma, fazendo com que eles se tornem integrados para que a empresa consiga alcançar assim os seus objetivos e obtenha uma grande vantagem competitiva no mercado.

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.