melhoria contínua

Processos, produtos ou serviços com resultados melhores, mais eficientes e eficazes: tudo isso pode ser proporcionado pela melhoria contínua, utilizada por uma gama de empresas, tendo como objetivo investigar minuciosamente os processos internos de um negócio. 

Essa prática, portanto, é traduzida como a busca constante pela melhoria. Para que isso ocorra, volta-se a atenção às atividades que podem ser aperfeiçoadas, apontando onde estão as falhas e o que fazer para que abandonem totalmente os cenários dos planejamentos e ações de um empreendimento. 

Não só destinada às grandes corporações, a melhoria contínua pode ser introduzida em empresas de quaisquer dimensões que atuam em qualquer setor. Nos dias atuais, o seu uso carrega uma vantagem competitiva. Entretanto, essa prática está cada vez mais perto de se tornar obrigatória, adquirindo um papel imprescindível no mercado.

Mas qual a importância desse processo e como executá-lo com sucesso? Acompanhe essas e outras informações de forma a se inteirar sobre o universo da melhoria contínua. 

A importância da melhoria contínua

Protagonizado pela competitividade, o mercado exige não só uma adaptação constante, mas, sobretudo, que as empresas adotem estratégias para conseguir se diferenciar. Diante disso, a melhoria contínua é imprescindível para garantir essa diferenciação, melhorando a qualidade, o desempenho, a produtividade e, assim, satisfazendo os consumidores ou, até mesmo, superando suas expectativas. 

Inúmeros são os benefícios proporcionados por essa prática. A melhoria contínua dos processos produtivos mantém os fluxos de trabalho mais simples, visto que esses se tornam ágeis, diminuindo possíveis esforços. A partir disso, tanto tempo quanto dinheiro são economizados, havendo uma redução de custos com os projetos. 

Além disso, a melhoria contínua agrega valor às pessoas e contribui para o desenvolvimento profissional. Os profissionais passam a se sentir mais úteis, adquirindo cada vez mais conhecimentos diariamente, o que implica em vários fatores, como maior entrega de resultados e relacionamentos mais saudáveis entre os membros da equipe. 

No entanto, esse processo não é feito de uma hora para outra. Para a implementação da melhoria contínua, é preciso voltar a atenção para alguns pontos. 

Como implementá-la? 

Existem diversos caminhos possíveis para alcançar a melhoria contínua dentro de um empreendimento. Com esse objetivo, é necessário o entendimento de certos princípios básicos que abrem as possibilidades para seguir esses trajetos. 

Tenha foco! 

Em primeiro lugar, é indispensável compreender quais aspectos você deseja aperfeiçoar. A melhoria pode se manifestar em dois processos: os principais ou os secundários. Os primeiros consistem nos processos produtivos, ou seja, que estão diretamente vinculados às ações da empresa. Já os secundários não formam o “coração” do negócio, mas são importantes, uma vez que se ligam aos principais. 

Entendendo esses dois tipos, torna-se mais fácil identificar quais deles devem ser melhorados. Um ótimo modo para direcionar o foco é sempre ouvir os clientes, pois, sabendo seus comportamentos e suas preferências, as chances da empresa ficar dispersa são menores, reduzindo os riscos de atuações desnecessárias ou melhorias que não são tão urgentes e otimizando o tempo. 

Padronização 

Outro fator responsável por facilitar uma rápida identificação dos processos que devem ser melhorados é a padronização dos processos, serviços e produtos. Seguir um padrão é essencial para que a empresa tenha o controle do desenvolvimento de suas atividades e, claro, assegure o desenvolvimento de uma cultura de melhoria ininterrupta. 

Mensure seu desempenho 

Para saber se você está caminhando pelo trajeto correto, é preciso mensurar o seu desempenho. Isso é possível por meio das métricas capazes de definir a qualidade, podendo medir a performance e o progresso das iniciativas. 

Domine as técnicas e ferramentas

Diversas técnicas são usadas para incentivar a melhoria contínua. Portanto, é fundamental conhecer ao menos uma delas, posto que auxiliam na evolução dos empreendimentos. Veremos, a seguir, algumas das mais utilizadas, como o método Kaizen, no qual entraremos com mais detalhes. 

Business Process Management (BPM)

Business Process Management pode ser traduzida, em português, como Gerenciamento de Processos de Negócios. Esse conjunto de práticas procura examinar todos os processos da organização, visando atingir a maneira mais satisfatória de realizá-los. 

Nessa perspectiva, eles são mapeados por meio de fluxogramas, os quais facilitam a identificação de gargalos, atrasos, desperdícios e empecilhos quanto à troca de informações. Dentro do próprio BPM, também são realizados diagramas, que são mais detalhados, mostrando de forma esquemática e visual as atividades que devem ser feitas nos processos, sua ordem de realização, quem são os encarregados por elas, quais decisões tomar e quais caminhos trilhar para solucioná-las. 

Lean Six Sigma 

O Lean Six Sigma – conhecido em português como Lean Seis Sigma – é uma metodologia de melhoria contínua que é quantitativa, disciplinada e estruturada. Ela surgiu a partir da união de dois métodos diferentes: o Lean Manufacturing e o Six Sigma. 

O Six Sigma carrega o objetivo de melhorar a performance da empresa, provocando um crescimento no lucro em um curto espaço de tempo. Cinco passos constituem esta metodologia, resumidos na sigla DMAIC: definir, mensurar, analisar, implementar e controlar. 

Primeiro, a partir da demanda dos consumidores, deve-se definir objetivos coerentes. Após essa etapa, é chegado o momento de medir os fatores relacionados às complicações que impedem um maior desenvolvimento da empresa. Depois, faz-se a análise desses pontos críticos, estudando a sua aplicabilidade. Por fim, as alternativas são propriamente aplicadas, sendo necessário seu controle por meio de um acompanhamento cotidiano. 

Já o Lean Manufacturing, que pode ser traduzido como Manufatura Enxuta, trata-se de um sistema de produção que possui a função de eliminar desperdícios e, consequentemente, otimizar o tempo. Uma das ferramentas mais usadas para isso é o Kaizen que, devido a sua importância, merece um tópico exclusivo. 

Dessa forma, o Lean Six Sigma anda de mãos dadas com a melhoria contínua, fazendo com que a empresa volte a sua atenção para novas oportunidades e para a resolução de problemas. 

Sobre o Kaizen 

O Kaizen é uma metodologia de melhoria contínua baseada na noção de que, todos os dias, pelo menos um aperfeiçoamento deve ocorrer de maneira efetiva, seja no âmbito organizacional ou no dia a dia dos funcionários. É um sistema capaz de gerar bons resultados, contribuindo para a lucratividade, uma vez que possibilita a redução de custos e o aumento da produtividade. 

Apesar de aparentar ser um método elaborado para lidar com a competitividade resultante das transformações tecnológicas atuais, o Kaizen tem sua origem no cenário pós-Segunda Guerra Mundial, especificamente no Japão. 

Após os esforços aplicados na guerra, a economia do país passava por graves complicações. Para além dessa problemática, os trabalhadores vivenciavam péssimas condições trabalhistas, fazendo com que muitos atuassem contra essa situação e lutassem por maiores salários. 

Na década de 50, período posterior ao fim da ocupação aliada, o governo japonês foi responsável por implantar uma série de projetos que visavam a recomposição da economia e dos processos industriais. Essas propostas abordavam as áreas de gestão e administração, adotando a qualidade como foco principal. 

Assim, surgiu a metodologia Kaizen, um sistema baseado no aprimoramento constante, eliminando qualquer desperdício que possa afetar a empresa. Ela procura garantir a estabilidade financeira e emocional da equipe, um clima organizacional harmonioso e um local de trabalho mais simples, prático e organizado. Alguns dos seus princípios mais importantes são: 

  • Eliminar todo e qualquer desperdício;
  • Adquirir o aprendizado pela prática; 
  • Envolver todos os funcionários nos processos de melhoria, ou seja, engajá-los;
  • Poder ser aplicado em qualquer empresa; 
  • Realizar a comunicação de maneira transparente;
  • Divulgar toda a melhoria;
  • Focar as ações nas melhorias mais urgentes.
melhoria contínua

As certificações Lean Six Sigma 

Com o objetivo de aplicar o Lean Six Sigma com excelência, é indispensável que todos os colaboradores estejam capacitados. Para que isso seja possível, deve-se passar pelos quatro níveis de formação que envolvem esse conjunto de metodologias: White Belt, Yellow Belt, Green Belt e Black Belt. 

O primeiro oferece uma introdução aos profissionais que desejam descobrir mais sobre Lean Six Sigma, provendo uma base de conhecimento sobre os métodos e ferramentas que podem ser usados em projetos de melhoria contínua e redução de desperdícios e de variabilidade. 

Já no Yellow Belt, os conhecimentos transmitidos são mais amplos, envolvendo uma participação ativa em projetos de melhoria mais rápidos e simples. 

O próximo nível de certificação é o Green Belt, que qualifica o profissional como apto para liderar, dentro de um empreendimento, os processos englobados pelo conjunto de metodologias Lean Six Sigma. 

Por fim, a mais alta certificação que se pode alcançar no ramo é o Black Belt. Com ela, o profissional pode não só protagonizar os projetos de melhoria, mas também orientar e treinar mais pessoas que estejam capacitadas para aderir às ferramentas da área. 

Como é o pacote Lean Six Sigma da Labone? 

Observamos a relevância dos métodos e ferramentas de melhoria contínua, sobretudo a metodologia Lean Six Sigma. Sabendo de sua magnitude, o que fazer para implementá-la em um negócio? 

Indicado para profissionais que procuram a formação e certificação completa em Lean Six Sigma, o pacote Lean Six Sigma da Labone conta com aulas ministradas por profissionais que aplicam a prática no seu cotidiano empresarial. Cursos completos com simulados, exercícios, vídeos e, é claro, a prova final se encontram disponíveis no material do pacote. Além disso, oferecemos todo o suporte ao aluno nos nossos canais virtuais. 

Comprando esse pacote, é possível se inteirar sobre todo o universo que envolve essas metodologias. Assim, você terá acesso a todos os treinamentos da Formação Lean Six Sigma da Labone. 

Com esse pacote, você poderá conquistar 7 certificações: Especialista Lean Six Sigma, Especialista Kaizen, Especialista Yellow Belt, Especialista Green Belt, Especialista Black Belt, Master Black Belt e Especialista em Gerenciamento de Projetos. 

Além dos treinamentos, o pacote conta com dois Projetos Práticos Aplicados para você adquirir o conhecimento da melhor forma, isto é, por meio da prática. O aluno também poderá, de maneira gratuita, participar do nosso Programa de Mentoria, que consiste em 5 transmissões ao vivo. 

Mantenha a melhoria com a Labone

É evidente que qualquer empresa precisa se esforçar para garantir processos organizacionais e produtivos de alto padrão. Nessa perspectiva, é de suma importância incluir a melhoria contínua como um dos propósitos da sua empresa. 

A Labone oferece uma gama de treinamentos em diferentes áreas de atuação para além do pacote Lean Six Sigma, como os 59 cursos que envolvem a gestão de qualidade, os cursos voltados para a gestão de processos, saúde e segurança, métodos ágeis, meio ambiente, requisitos de montadoras e inovação. 

Com um conteúdo 100% online, que permanece disponível a qualquer momento em nossa plataforma digital, você poderá assistir às aulas quando quiser e onde estiver.

Também contamos com instrutores renomados, com experiência internacional para sanar todas as suas dúvidas. Com isso, você será capaz de gerar resultados, comprovando competência profissional. 

A nossa missão é, por meio da excelência na formação de profissionais e estudantes que desejam adquirir habilidades para o mercado de trabalho, prepará-los cada vez mais, não apenas garantindo um forte embasamento teórico, mas também abrindo possibilidades. 

Conheça o site da Labone e otimize os processos de sua empresa com nossos treinamentos que compreendem a melhoria contínua, garantindo as certificações Lean Six Sigma!

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado.